nobel-1

O texto sobre a biografia de José Saramago me inspirou a pesquisar e conhecer o que é o Prêmio Nobel de Literatura e também um pouco sobre o Prêmio Nobel em geral. Assim, resolvi escrever este texto para compartilhar com vocês o que eu descobri.

O Prêmio Nobel (em geral) é um prêmio criado por Alfred Nobel em 1895 e que teve sua primeira edição em 1901. São premiadas diversas categorias como paz, economia, química, física, medicina e literatura. O valor atual do Prêmio é de 8 milhões de coroas suecas que equivale a 1,2 milhões de dólares. O Prêmio Nobel da Paz é entregue em Oslo, na Noruega e os demais prêmios em Estocolmo, na Suécia.

José Saramago foi o vencedor da Literatura em 1998 e é até hoje o único autor de Língua Portuguesa a conquistar a façanha. Por aí podemos perceber o quanto nossa língua materna é ainda discriminada e vista como uma língua menor no mundo inteiro, sendo que da Língua Inglesa temos diversos exemplos de vencedores.

O Nobel da Literatura é concedido pela Academia Sueca que é como se fosse a Academia Brasileira de Letras só que da Língua Sueca. O primeiro a conquistá-lo foi o francês Sully Prudhomme (1839-1907), em 1901. Outro famoso autor francês, filósofo e autor de várias obras é Jean-Paul Sarte (1905-1980) que figura com vencedor em 1964. Os mais próximos de nós, brasileiros, são os latino-americanos. Entre eles estão Pablo Neruda (1904-1973), vencedor de 1971), Gabriel García Marquéz (1927-2014), colombiano, em 1982; Mário Vargas Llosa, Peru e Espanha, nascido em 1936 e que ainda está vivo e ganhou em 2010.

O Prêmio atual, outorgado em 2016 foi para Bob Dylan que é músico. A novidade espantou meio mundo, mas foi uma forma da Academia reconhecer variadas expressões linguísticas, por meio do trabalho poético e expressivo de Bob Dylan que tem vários livros publicados.

Um post curto. Pensar e refletir. O Nobel da Literatura é a mais alta condecoração literária, mas até onde essa canonização (da leitura e literatura) nos favorece como repertório daquilo que tem que ser seguido. E tem que ser? E os autores afro-brasileiros, a literatura oral, a cultura popular? As autoras, mulheres, que são tão poucas neste prêmio? Tem algo errado não tem? Mas mesmo assim quem gosta de literatura, é um pesquisador e quer aprender sobre, como eu, tem que ficar por dentro. Fica aí a dica do Espaço da Gente.

Anúncios