papa

ICONOGRAFIAS DO BEM

A imagem acima é da visita do Papa Francisco ao Brasil em 2013, que aconteceu poucos meses depois de sua eleição na ocasião da realização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Na época publiquei um texto aqui (intitulado “Habemus Papam”) que retratava um papa sorridente e carismático. Volta e meia a imagem de Francisco aparece na minha trajetória. Com os braços abertos para receber o menino (imagem 1) e em contemplação, meditação e oração (imagem 2), acolher, cuidar dos mais necessitados e amar, são os pontos principais do seu pontificado.

Pope Francis Leads Stations of The Cross

Mas nem tudo é mar de rosas, pois Francisco enfrenta turbilhões na Igreja. Com pensamentos de intensa abertura à Doutrina Católica tem causado a ira dos mais ortodoxos. O ruim, segundo os vaticanistas, é que enquanto Bento XVI estiver vivo, muitas mudanças no Catolicismo não sairão do papel, pois Francisco pede sempre a vênia do Papa Emérito e não irá desagradá-lo, como por exemplo, tirando de altas funções autoridades do Vaticano que tem forte ligação com Bento XVI.

Temas como o diaconato da mulher, o direito à comunhão para os divorciados e até o celibato voluntário (ou seja, não será mais obrigado para os sacerdotes não casarem e não terem relações sexuais, mas sim isso será voluntário), já estão em cogitação. Numa instituição antiga e completamente hierarquizada como é a Igreja, tudo demorará um longo processo. Porém, somente a abertura em tocar em questões como essas já é um grande avanço, pois até bem pouco tempo, certas questões passavam bem longe das portas das catedrais.

Almoçar com moradores de rua em seu aniversário e mostrar ao mundo que a evangelização e a prática do Cristianismo se faz na caridade, na acolhida e na paz é a grande missão de Francisco. O diálogo inter-religioso que começou a ter espaço com o Concílio Vaticano II está totalmente intensificado neste pontificado. Demos as mãos e amemos mais. Esta iconografia de Francisco nos remete ao papa que a Igreja precisava. A instituição está com algumas pernas quebradas, pois há crise de moral com os escândalos de pedofilia e a corrupção presente em vários escândalos como no caso Vatileaks1. Mas ainda há muita coisa boa quando uma comunidade se reúne em torna da mesa da palavra e da eucaristia para celebrar a memória e vitória de Cristo sobre a morte e o pecado. Creio que pode até ser que Francisco não fique muito tempo no trono de Pedro (já há rumores de que logo ele irá se aposentar, como fez Bento XVI, e que está com a saúde fraca), mas espero que o início de suas transformações ganhem espaço e força e abra a mente de homens de bem que realmente estejam imbuídos no propósito do amor e que sejam banidos sacerdotes inescrupulosos e muitas vezes sem a vivência da integração do amor do Cristo na sua vida sacerdotal e de comunidade. Habemus Papam!

Anúncios