De acordo com o último censo do IBGE, a expectativa média de vida do brasileiro é de 74 anos e 29 dias, segundo informações do Portal Brasil do Governo Federal. É evidente que o indicador aumentou em decorrência de melhores condições de vida, propiciadas pelo desenvolvimento do país como um todo e, principalmente, devido à erradicação de doenças e maior controle da saúde.

old-people-616718_1920

Se por um lado, temos o envelhecimento da população já que a longevidade é maior, por outro, temos o confronto de gerações: crianças, adolescentes (os chamados teens) e adultos convivendo com a chamada “terceira idade”. Políticas públicas para a camada social surgem e, ao mesmo tempo, programas de melhoria e desenvolvimento da autoestima, saúde e bem-estar do idoso, passando a metaforizar-se em “melhor idade”.

O Brasil vive, assim como diversos países do globo, a Idade da Terceira Idade. Ao lado de uma população madura, com experiência de vida estes novos tempos, trazem à tona desafios diversos. Crescem o número de asilos e as práticas de familiares que abandonam seus parentes idosos. Nesta fase da vida, a paciência, os cuidados necessários devem ser providos, pois um idoso tem o ritmo de atividade mais lento e apresenta perdas de vitalidade, como movimentos mais lentos, maior propensão a quedas, pele mais sensível, organismo mais suscetível a doenças oportunistas. Já o jovem e o adolescente têm o ritmo de vida agitado, no frescor da juventude querem rapidamente respostas no estalar dos dedos e, com isso, o conflito é inegável. Sofrem os idosos com o descaso e ainda com os deboches que se fazem dessa fase da vida, já que é mais fácil rir das situações do que encará-las frente a frente.

Em 1º de outubro de 2003, foi sancionada a Lei nº 10.741, que é conhecida como o Estatuto do Idoso, que prevê direitos e garantias aos idosos, bem como deveres do poder público e da sociedade civil. Somente os textos legislativos não conferem, contudo, o apoio, o acolhimento e o bom trato aos integrantes da terceira idade. Eles necessitam não só de bens e requisitos materiais, mas de afeto, inclusão familiar e social, estímulo, oportunidades de comunicação e vivência. Reportagem recente veiculada no Fantástico mostra um asilo, nos Estados Unidos, que ao mesmo é uma creche. Convivem bebês e idosos e estudos mostraram que as crianças que conviveram desde cedo com os idosos apresentaram mais atenção e capacidade de cuidado.

hand-351277_1920

Na Idade da Terceira Idade é preciso que estes novos tempos produzam o entrosamento das gerações para que os desafios não se transformem em prejuízo da vida. Envelhecer faz parte do ser humano. Na realidade atual, nem todos envelhecem em boas condições. Direitos sejam contemplados e os deveres exercidos para que não haja conflito de gerações.

Referências Bibliográficas:

BRASIL. Expectativa de vida do brasileiro aumenta para 74 anos. Disponível em <http://www.brasil.gov.br/governo/2012/11/expectativa-de-vida-do-brasileiro-aumenta-para-74-anos> Acesso em 19 out. 2015

BRASIL. Lei 10.741 de 1º de outubro de 2002: Estatuto do idoso. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.741.htm> Acesso em 19 out. 2015.

Anúncios