HOMEM

– Você é um bicho! –

Dizia Fabiano,

Personagem do Graciliano,

Na sua dúvida se era homem ou bicho,

O bicho-homem.

– E o bicho, meu Deus, era o homem! –

Dizia Manuel Bandeira,

Numa frase verdadeira?!

Homem-bicho,

Bicho-homem,

E quem sabe a realidade,

Desta criatura,

Ingênua e imatura?

Homem-bicho,

Bicho-homem,

Quem conhece ao fundo?

Quem estava certo? Graciliano ou Bandeira?

O homem é o mundo.

Seus pensamentos ficam.
Seus pensamento vão.

E à pergunta responderão:

O homem-bicho e o bicho-homem.