Mais uma vez venho até vós, meus leitores, para compartilhar um pouco de Informação, Cultura e Entretenimento. Nosso post de hoje é uma miscelânea e um resumão de vários tópicos, dizeres engasgados e reflexões acumuladas ao longo dos últimos dias. Primeiramente, gostaria de agradecer a todos os leitores e seguidores do blog. O número de acessos cresce a cada dia mais. Obrigado!

storms-on-the-plains

Vocês já repararam que tem algo estranho no ar? Em ambos os sentidos no ar (físico) e no ar (em nossos dias, em nossas vidas)? Deitamos para dormir e logo já é hora de acordar, o dia passa rápido demais. A natureza manda sinais.

Mais de 2.500 mortos em terremoto no Nepal

No último domingo um terremoto devastador deixou um número gigantesco de mortos no Nepal, número este que não para de aumentar. Outro dia, foi em Santa Catarina, no Brasil, um tsunami trouxe destruições e de tão forte que foi uma casa de madeira foi deslocada e muitas outras destruições. Além de tantos sinais catastróficos da natureza, a violência e os atos truculentos por questões de religião e outras questões no oriente médio predominam. Nesta semana o brasileiro acusado de traficar drogas na Indonésia, foi fuzilado. Está certo que nenhum ato se justifica, mas a vida é a vida, em minha opinião. Seria o fim dos tempos? Em todas as religiões há um discurso comum de que a Terra passará por uma transformação. É chegada a hora? O fato é que tem algo estranho no ar, tem! Fora isso o ser humano ainda não se conscientizou. A falta d’água é enorme e ainda há enorme desperdício. Uma reportagem veiculada no Fantástico, no domingo mostrou que a Bahia da Guanabara no Rio de Janeiro que deveria ter seus 80% tratados e despoluídos para as Olimpíadas de 2016 está a cada dia mais poluída. Que vexame será! Mas que vexame maior ainda é o desleixo do ser humano com a natureza, mesmo sabendo que tem algo estranho no ar. E a natureza está apenas reagindo. E como será no futuro? Só sei que será. Só sei que a transformação da Terra será sempre para melhor, mas talvez tenhamos que pagar um preço módico antes disso acontecer.

nepal

Algo estranho no ar na TV: nos 50 anos da Globo e no Superstar

 

Ah, mas isso já vem acontecendo há muito tempo: a degradação da televisão brasileira! Há programas que eu ainda insisto em assistir e não sei por que como o do Gugu e o do Superpop da Luciana Gimenez. O último é uma coisa inusitada. A apresentadora anormal que fala vários idiomas (nem parece) tenta dar um ar de seriedade trazendo temas polêmicos e sérios como diminuição da maioridade penal, mas ela não consegue levar um debate a diante. Enquanto os participantes se digladiam entre ferpas e farpas, ela tece comentários muito banais e irrelevantes que demonstram participar de uma elite arraigada no Brasil. O do Gugu nem se fala, shownarlismo de querer fazer boas ações e ajudar os outros mostrando na TV. Mas o ponto alto das estranhezas televisivas é a Globo com seus 50 anos, com cada quadro bobo, com comemorações sem pose, porque ela sabe que já a perdeu. E pra piorar uma nova edição do Superstar, que em 2014 revelou bandas supertalentosas, traz bandinhas muito mixurucas querendo fazer autorais, mas péssimos de letra e som. A impressão que fica é que não teve boas bandas inscritas e pegaram qualquer uma. No último domingo até que foi melhor, mas a pior estranheza é a Sandy e o Thiaguinho como jurados. Paulo Ricardo dá um show. Fala apenas coisas pontuais, certeiras, com convicção e conhecimento. Agora, Sandy e Thiago se resumem a falar “eu gostei, muito bom” ou “a banda não me tocou”. O jeito é ver menos televisão, assistir mais bons filmes, escrever mais aqui no meu  espaço e ler muito.

 superstar_logo_amarelo_copy

Fazem com a nossa cidade de Passos (MG) o que querem e ficamos calados: muito estranho

 

É motorista fazendo o que quer na rua, é a prefeitura colocando outdoor no começo da Arouca dizendo que operação tapa-buracos é um sucesso, mas a própria Arouca é a mais esburacada do pedaço e para piorar a minha indignação, vai para uma banca de flores que se instalou na praça da Saudade e que expandiu um negócio com uma construção de alvenaria, tudo mais, algo chique e que vai dar muito dinheiro para o dono. O caso até chegou a sair no jornal e ter a obra embargada, mas, como no Brasil, em nossa cidade tudo também acaba em pizza! E acabou! Liberaram, disseram que o alvará estava tudo certinho e que a obra vai servir para melhorar o visual da praça. Mas que o dono vai enriquecer com o uso de um espaço público vai e isso porque ele nem pagou pela compra do terreno. Acho que semana que vem vou traçar um quadradinho qualquer, em uma praça qualquer e construir uma escola particular ou algo assim, para eu me enriquecer também, já que fazem com nossa cidade o que querem e nós ficamos calados. Muito estranho!

Mas chega de estranhezas por hoje. Talvez o mais estranho seja eu né? Porque não consigo ficar calado. E não fico mesmo. Aproveitem a leitura, reflitam e se quiserem movimentar, conte comigo, estou aqui para isso. Afinal como dizia Adorno e Horkheimer, “Cultura é pensamento e reflexão! Pensar é o contrário de obedecer”. Acho que é por isso que quando minha mãe me batia, quando eu era criança, eu não calava nunca, não conseguia obedecer… Será por quê?

Anúncios