“A Farsa do Rei”, do diretor Maurílio Romão – líder do grupo artístico passense Trupe Ventania – estreia nesta quarta-feira. O público vai receber de presente mais uma peça de rua da Trupe, que traz novamente a bandeira do teatro democrático. As apresentações serão todas gratuitas, começando às 20h. Dia 1º na Praça da Matriz de Passos, dia 2 em frente à Igreja São Benedito, e dia 3 no espaço livre às portas do Santuário da Penha.

A FARSA DO REI - ENSAIO

“Fiz questão de ter a estreia marcado para este período que antecede as eleições para ter uma maior assimilação, aproveitando o momento ápice da nossa democracia. Porém, é uma provocação pra render assunto durante o ano todo. Naturalmente, muitos vestirão a carapuça, mas asseguro que qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência”, defende o diretor.

Às vésperas das eleições, a “Farsa” virá como uma campanha de concorrência tardia e promete gerar questionamentos pertinentes à época decisiva. Tratando da política nacional, o texto encenado sob as linhas farsescas, ou seja, com irreverência e descomprometimento, configura-se, de acordo com Romão, como uma denúncia que ridiculariza o palavrório, a falta de conduta ética e moral dos governantes. Além disso, “A Farsa do Rei” quer apontar o dedo indicador nas fuças da mansidão do povo, apontando a repetência desse mecanismo vicioso e inércia política.

“O povo deste país vive uma descrença descomunal – não sem razão – em relação aos nossos governantes. Porém, esse mesmo povo não se dá conta que os responsáveis por toda essa situação somos nós. Nós que nos submetemos à apatia!Portanto, este espetáculo é um chamamento. Um estalar da consciência”.

Há 9 meses a peça vem sendo desenhada. Com oficinas de corpo, de voz, de instrumentos musicais, de circo e ensaios exaustivos, o elenco foi preparado com refinamento para conseguir atingir o acabamento farsesco. Novamente a Kombi da Trupe Ventania rasga as ruas de Passos para levar o cenário imponente da casa do Rei. Tem figurino requintado, assinado pela premiada estilista Luciana Silva, tem maquiagem aos tratos de Thales Di Carmo, tem trilha original de Lui e Lupen Freitas e arranjada pelo Maestro Del Rey, e, claro, tem a qualidade impecável das produções ArteBella.

DSC_0496 2

A Trupe Ventania arremata, com a “Farsa”, sua segunda montagem de rua. Segundo o diretor Romão, assim se forma público, forma cidadão que identifica e valoriza a arte, consequentemente, a cultura. “Levamos os espetáculos ao povo, ao encontro de quem quiser assistir, democraticamente. No ao passado fizemos o ‘Auto da Folia’, que terá sua segunda edição este ano, e agora ‘A Farsa do Rei’, ambos derivados do Teatro medieval: O sagrado (o Auto) e o profano (a Farsa). Dessa forma completamos o estudo cênico do teatro medieval. Com os prêmios que temos recebido, reconhecemos que estamos no caminho certo, mas ainda temos metas a serem batidas. Em médio prazo, teremos um grupo forte e representante!”

Depois dos três dias de apresentações, a Trupe já inicia a preparação do “Auto da Folia: Jesus, José e Maria” de 2014. O grupo também se concentra na finalização do II Festival da Criança no Teatro, que acontece em outubro.

“Temos tido muitos convites para apresentações fora de Passos, a ponto de, às vezes, não aceitarmos por motivos de agenda. Nosso ritmo de trabalho é bem acelerado e exaustivo. Vivemos por conta e fazemos força pra atingirmos nossos objetivos. Vale salientar que nossas produções não têm apoio municipal. Apresentamos nas ruas para criar pontes da arte com toda a população, função esta que o poder público tem o dever de cumprir, mas não o faz! As três apresentações da ‘Farsa’ serão um presente da Trupe para a cidade. Gostaríamos de nos apresentar em todos os bairros, porém, não temos recurso suficiente. Por isso peço que venham nos prestigiar e tragam seus amigos. Mudanças estão no caminho”.

Texto e fotos: Divulgação Trupe Ventania

Anúncios