Continuando a falar de Jornalismo e Comunicação, escrevo hoje sobre o Ombudsman. Você sabe o que é isso? O Ombudsman é considerado o defensor do leitor e foi implantado no Brasil pela Folha de São Paulo, há 25 anos. É um profissional contratado pela Folha que ouve as críticas dos leitores e diariamente escreve um artigo criticando o jornal e apresentando aquilo que deve melhorar. O único jornal, além da Folha, a adotar a figura do Ombudsman foi o jornal O Povo, de Fortaleza (CE).

O Programa Observatório da Imprensa, que é transmitido pela Rede Brasil, lançou na semana passada uma série de oito programas para debater a figura do Ombudsman. No primeiro número, veiculado na terça-feira (19), estiveram presentes os jornalistas Caio Túlio Costa, que foi o primeiro Ombudsman da Folha de São Paulo e Vera Guimarães Martins que assume o posto atualmente.

Achei fantástica a entrevista, uma verdadeira aula de Jornalismo. O Programa Observatório da Imprensa deveria ser assistido por todos e principalmente por aqueles que querem ter uma visão crítica da imprensa brasileira. É muito fácil. Todos os programas estão disponíveis no site do Observatório da Imprensa – http://www.observatoriodaimprensa.com.br. Mas o objetivo aqui não é só fazer elogios e propaganda do programa até porque não tenho nada a ganhar com isso, não tenho nenhum vínculo com tal instituição.

O objetivo é refletir, novamente, sobre o papel do leitor na construção da ética e da cidadania promovidas pela imprensa brasileira.

No último post sobre o blogueiro Téo, falamos a respeito do leitor cobrar mais e ir atrás de fontes confiáveis de informação e a fazer sua análise e apreciação do veículo que irá ler ou assistir. A figura do Ombudsman é primordial para manter a qualidade do jornalismo brasileiro. Porém, o público ainda não reconhece tal valor. Eu sugeriria que tal função fosse exercida por uma pessoa simples da comunidade, porque quando se é um profissional do próprio jornal nem sempre ele vai se sentir a vontade para tecer as críticas. Mas o que uma pessoa da comunidade geral conhece de jornalismo? Por isso cumpre bem a função o profissional escolhido, que vai ouvir as críticas e tecer dentro da prática jornalística os comentários que couberem.

Vejo no espaço Do Leitor do jornal Folha da Manhã daqui da minha cidade um exemplo de como o leitor usa tão pouco este espaço e muitas vezes mandam orações, artigos que não tem nada a ver com as edições veiculadas. Até eu já mandei alguns deles quando não tinha um espaço para publicar meus textos. Essa ferramenta de todo jornal deve ser usada com muita sensatez e para construir uma democracia cada vez melhor e melhorar os rumos da imprensa brasileira.

Dentro da entrevista citada com Caio Túlio e Vera Guimarães, eles levantaram alguns problemas do jornalismo brasileiro que são: o problema da qualidade de texto; a falta de especialização; falta de espírito investigativo. O ombudsman está de olho em tudo isso. E você? Já leu a coluna do ombudsman. Estou correndo à banca para comprar o jornal Folha de São Paulo para ver o que hoje a voz do leitor está falando. Temos que ler, ampliar horizontes, para escrevermos melhor e nos comunicarmos melhor. Mande um comentário no espaço de comentários desse blog ou me mande um e-mail – danilovizibeli@gmail.com Vamos ter aqui também a voz do leitor.

Anuncio também que em breve darei sequência a um projeto que já vem sendo elaborado há algum tempo: o Espaço da Gente. O objetivo é contar histórias da nossa gente, histórias do dia a dia, mas que repercutem em pautas e informação. Mande sua história para nós e participe desse projeto. Ajude-nos a torná-lo realidade. Em breve anunciaremos mais novidades.

Danilo Vizibeli

Professor, Jornalista e Mestre em Linguística

Anúncios