4 cafe com letras 6 de maio 2013

A aula da segunda-feira, 6 de maio de 2013, começou diferente. Em um círculo movimentado de debates começou o 4º Café com Letras do Núcleo Dércio Andrade – Educafro com a discussão da obra “Capitães da Areia”, do renomado autor Jorge Amado, que é requisito de Leitura na FUVEST 2013.

“Capitães da Areia” conta a história de um grupo de meninos de rua na Bahia de Todos os Santos que cometem furtos, crimes, mas que amam, se apaixonam, querem mudar de vida e, sobretudo, serem felizes.

O Café com Letras é um projeto dinâmico elaborado pelo professor de Redação e Literatura Danilo Vizibeli, que vem acontecendo desde 2011. Além de “Capitães da Areia”, que foi repetido em uma segunda edição, já foram tema de debates “Dom Casmurro”, de Machado de Assis e “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector.

Os alunos adoraram a iniciativa e se entusiasmaram num debate de temas polêmicos passando pelo preconceito, exploração sexual de menores, criminalidade entre outros.

A aluna Fernanda Abreu de Melo, que leu a obra com toda a atenção possível, destacou trechos literalmente da obra e ainda foi possível fazer um paralelo com diversas disciplinas como a História, Cultura e Cidadania (sincretismo religioso, cultra afro-brasileira) e até a Biologia (episódio da varíola ou bexiga).

Para Fernanda Abreu, o evento deveria ter durado mais, o que mostra que o projeto chamou a atenção da aluna e que agora a equipe Dércio Andrade está preparada para os vestibulares. “O livro nos marca de forma inacreditável. Chamou-me a atenção a parte em que o Sem-pernas e outro que não me lembro o nome foram trabalhar no Carrossel, onde voltaram a ser crianças, deixaram seus amigos andar também, foi muito linda essa parte. A maior parte da vida dessas crianças não era de crianças, eles aprenderam/tiveram de aprender a virar homens cedo para sobreviver”, disse Fernanda.

Para o aluno Jonathan Lucas, que além de ler o livro, assistiu também o filme, a obra é um marco da Literatura Nacional: “É muito bom poder debater e poder ver que um mesmo livro, uma mesma história, é vista por cada um dessa roda de uma forma diferente. A Literatura é isso!”.

O próximo Café com Letras provavelmente acontecerá em Agosto e a obra a ser discutida será “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, que também cai na FUVEST 2013.

Anúncios