Com o intuito de promover a Educação e Cidadania de jovens e adultos afrodescendentes e carentes, o Curso Pré-Vestibular Comunitário Núcleo Dércio Andrade, que é filiado à ONG Nacional EDUCAFRO, e que funciona em Passos em parceria com a ordem dos padres rogacionistas do Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos, começou o ano de 2013 com notícias positivas sobre o cumprimento dos objetivos do curso que é promover o quanto antes o ingresso das pessoas da camada popular à Universidade.

Conforme os organizadores desde que o núcleo foi fundado no ano de 1999 as conquistas de sucesso foram surpreendentes promovendo uma melhora na diminuição das desigualdades sociais.

“Ainda há muito o que ser feito, pois só ficaremos tranquilos quando não recebermos nenhuma inscrição para o processo seletivo no começo de cada ano. Porque aí significará que a sociedade atingiu a igualdade e todos têm realmente o direito à educação superior garantido”, comenta Marli Aparecida Ferreira Soares, atual coordenadora geral do Núcleo.

Nos últimos vestibulares para o ingresso em 2013 as conquistas foram surpreendentes. Muitas delas são para faculdades particulares, mas o fato ganha notoriedade visto que conquistaram ingresso pelo PROUNI e FIES, programas estes que representam um grande avanço na democratização do ensino superior no Brasil. “A aprovação em uma universidade particular e com a utilização de diversos programas do Governo Federal já é uma grande vitória para nós, pois muitos alunos chegam até o núcleo sem perspectiva nenhuma de se fazer um curso superior, por diversos fatores dificultantes, sendo o principal a baixa renda para custear os estudos. Quando a gente tem notícias do ingresso deles na universidade temos muito que comemorar, seja qual universidade for”, destaca o também coordenador do núcleo Clóvis Marques Vilela.

A aluna Layane Silva que é natural da cidade de Pratápolis (MG), foi aprovada com bolsa de 100% pelo PROUNI na Universidade Anhaguera em Campinas (SP) para o curso de Administração. Um grupo de aproximadamente 7 alunos conseguiram o ingresso via PROUNI e FIES na Universidade de Franca (UNIFRAN). São eles: Ana Luiza Ferreira (Direito); Jaqueline Silva (Jornalismo, que também foi aprovada em Ciências Biológicas e Serviço Social pela FESP); Cristiane Lara (Psicologia); Ana Rosa Morais (Direito); Marcelo Santos Garcia (Ciências da Computação); Priscila Viviane Souza Silva (Psicologia) e Ana Luiza Reis (Farmácia, que também foi aprovada em Engenharia Ambiental pela FESP).

Além destes alunos muitos dos estudantes da turma de 2012 foram aprovados pela FESP onde conseguiram uma bolsa de 50% em parceria com o Conselho Curador da instituição.

Neste balanço positivo os coordenadores também destacam a conclusão do curso superior no final de 2012 e início de 2013 por diversos ex-alunos do cursinho, muito deles bolsistas por meio de parcerias da ONG com universidades e que nunca deixam de ser o que se intitula no núcleo “derciniano”. “Ser derciniano é relembrar a figura do ícone na história política e social de Passos que foi o Dércio Andrade. Eu sou branca, mas como me declaro como pobre e pertencente à camada popular, me integrei ao cursinho e sou hoje uma das mais ativas postulantes de nossa causa”, conta a formanda em Jornalismo pela FESP, Leidhyslane Penha Silva.

Ao lado de Leidhy, como é conhecida, estão ainda os formandos Rodrigo do Carmo Castanho, também em Jornalismo pela FESP, Geane Santos Ferreira em Enfermagem pela FESP e dois alunos formados em faculdades públicas sendo eles Marcio Carvalho formado em História pela Universidade Federal de Viçosa e Allan Becker formado em Química pela Universidade Federal de Ouro Preto.

A EDUCAFRO possui diversas parcerias com universidades do Brasil e do exterior e por meio de sistemas de cotas e acesso democrático aos cursos de nível superior envia constantemente alunos para as melhores universidades, tendo alunos em Cuba e na Venezuela. A aluna Emilly Evelin e o aluno Rafael cursam Medicina em Cuba.

O Núcleo Dércio Andrade trabalha com o sistema de voluntariado e autogestão. A cada início de ano é feito um processo de seletivo onde o principal requisito é o aluno ser de família com baixa renda. Durante todo o ano diversas atividades preparatórias para o vestibular e atividades de prática de cultura e cidadania são realizadas. O Núcleo já convida a comunidade para participar das discussões em torno da negritude e das causas sociais no Encontro Regional de Práticas de Cultura e Cidadania a ser realizado em Abril.

logo_educafro

Confira os aprovados

Vanessa Barbosa:  FESP e UNIFRAN (Enfermagem) Camila Andrade: FESP (Sistemas de Informacao)

Bruno César: FESP (História)

Jaqueline Silva: UNIFRAN (Jornalismo) FESP (Ciências Biológicas e Serviço Social)

Cristiane Lara: UNIFRAN (Psicologia)

Caio Lima: FESP (Sistemas de Informação)

Gabriella Andrade: FESP (Biomedicina)

Anaísa Freis: FESP (Educação Física e Nutrição)

Janaina Lima: FESP (Educação Física e Nutrição)

Nilza Marques Cruvinel: FESP (Ciências Contábeis)

Suzana Beluomini: FESP (Ciências Contábeis)

Ana Rosa Morais: UNIFRAN (Direito)

Marcelo Santos Garcia: UNIFRAN (Ciêcias da Computação)

Ana Luiza Reis: FESP (Eng. Ambiental) UNIFRAN (Farmácia)

Priscila Viviane Souza Silva: UNIFRAN (Psicologia)

Layane Silva: Univers. Anhanguera Campinas (SP) (Administração)