Precisando capinar meu blog e publicar um texto novo para não perder a prática, eis que encontro um arquivo com a coleção de vários e-mails intitulados por mim “E-mails de Bênçãos”. Ficou fácil amar a Deus com a chegada do mundo virtual. Basta enviar um e-mail. São as correntes que surgem na internet que a meu ver, (peço desculpas a todas aquelas pessoas que me enviam de bom coração esses e-mails), é uma banalização da fé.

Pois bem para começar nossa discussão vamos aos exemplos:

– “Especialmente pra vc!!! Uma bênção especial virá até você na forma de um melhor trabalho, casa, casamento ou liberdade econômica. Não faças perguntas. Envia a seus amigos e confia em Deus”.

– “7% Jesus deu a vida por você. Se você faz parte dos 7% que o apoiam encaminhe esta página. Confie. As coisas acontecem na hora certa. Exatamente quando devem acontecer! Momentos felizes, louve a Deus. Momentos difíceis, busque a Deus. Momentos silenciosos, adore a Deus. Momentos dolorosos, confie em Deus. Cada momento, agradeça a Deus. Isto é muito interessante! 93% das pessoas, não encaminharão esta página”.

 

“Deus tem visto suas Lutas. Deus diz que elas estão chegando ao fim. Uma bênção está vindo em sua direção. Se você crê em Deus, por favor envie esta mensagem para 20 amigos. Não ingnore (sic), está sendo testado, se rejeitar lembre disse: “se me negas entre os homens, te negarei diante do pai “. Dentro de 4 minutos te dirão uma notícia boa”.

Os três exemplos servem para nossa discussão. Não quero denegrir ou criticar as pessoas que enviam esses e-mails, mas expresso aqui a minha opinião. Acredito que a fé, a espiritualidade não é um troca-troca, não é um comércio, “mande para 5 que você será feliz” etc. Deus nos abraça a todo momento e está conosco nos orientando sem pedir nada em troca. Diante de todas as nossas vicissitudes, de todos nossos defeitos, de todo o nosso orgulho, se a Deus fosse pedir algo em troca, já teria nos abandonado há muito tempo. O amor de Deus é gratuito. Sugiro que essas mensagens on-line fossem transformadas em mensagens de incentivo, de apoio, em reflexões sérias e contundentes.

Bom o post hoje é isso. É pequeno, mas enfático e fica a pergunta: Para amarmos Deus, basta mandar um e-mail? Acho que não né, acho que é preciso muito mais. Deus quer que tenhamos um bom caráter, boas atitudes, boas ações.

Anúncios