A Escola Passos de Dança, apresentou em seu XIII Festival Anual (dias 13, 14 e 15 de dezembro), o espetáculo “Flicts”, adaptado da obra homônima de Ziraldo. Sob a direção do casal ilustre da Escola, Ilídio Silva e Andréa Cury, Flicts foi interpretada pela bailarina convidada Cristina Samapaio Lacerda, a narração do texto de Arlete Porto; transformaram o Ginásio do CIC em um coliseum um pouco mais fechado onde a apresentação de todo o corpo de baile da escola dançou, e inundou nossos espíritos da magia de Flicts.

Flicts era a cor que não tinha cor. Assim ao final é a Lua que não tem luz própria mas reflete o brilho de todas as cores. Assim Flicts é o ser humano absorvendo um pouco de cada um, absorvendo a magia de cada ser e na maioria das vezes sendo rejeitado sem encontrar o seu lugar próprio, sem encontrar a sua identidade. Flicts nos faz um alerta para deixarmos a estupidez do mundo de lado e absorvermos o lado bom de se viver.

Pude reflitir a magia da arte e lastimar por meu espetáculo O Segredo da Amizade não ter acontecido, com o Grupo Sophia. Vamos agora ter uma reunião amanhã e vou ver o que os meninos do grupo tem a me dizer.

Torçam por nós e parabéns à Andrea e Ilídio e a todos da Passos de Dança por este brilhante momento em Passos.

Anúncios